SETOR PORTUÁRIO Logística: integrar modais é saída

SETOR PORTUÁRIO

Logística: integrar modais é saída

24.09.2013


Atualmente, o setor rodoviário é responsável por 61% da movimentação de cargas no País, enquanto o ferroviária responde por 25% e o hidroviário por 14%. A integração entre esses modais de transportes, ou seja, a ligação entre rodovias, ferrovias e portos, continua sendo um dos principais gargalos estruturais para o desenvolvimento logístico do País, segundo o presidente da Companhia Docas do Ceará (CDC), Paulo André Holanda.

Esse é um dos temas que serão debatidos durante a oitava edição do Seminário SEP de Logística, lançado ontem na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). O evento será realizada de 20 a 23 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará (CEC). “Para minimizar o problema estrutural, vamos apresentar o Plano Nacional de Logística Integrada, que visa interligar rodovias, ferrovias e hidrovias a portos e aeroportos”, comenta Holanda.

A cabotagem (navegação entre portos de um mesmo País) também será foco dos debates do evento. “Se conseguirmos equilibrar esses modais, os custos irão cair. Além disso, a matriz de transporte ainda é muito alta, principalmente pela maior participação do modal rodoviário”.

Expolog 2013

Durante o encontro, que irá reunir representantes de todos os elos da logística, temas como comércio exterior e infraestrutura serão abordados. Entre as palestras programadas nesta edição está o tema “Desafios e Soluções de Infraestrutura para o Escoamento das Safras”.

Juntamente com o seminário anual promovido pela SEP, será realizado também a V Expolog 2013 – Feira Nacional de Logística. O evento é a oportunidade para que empresas de logística de todo o País apresentem os produtos e serviços. Além disso, a formalização de novas parcerias poderá acontecer durante uma Rodada de Negócios, que será realizada pelo (CIN/CE).

Fonte: Diário do Nordeste –