QUADRILHA DESARTICULADA Polícia localiza cargas roubadas

RouboMilhares de produtos roubados por criminosos nas BRs 222 e 020 foram encontrados pela Polícia em um depósito localizado no Conjunto Jereissati, Maracanaú. O local funcionava como esconderijo de cargas tomadas em assaltos FOTO: ÉRIKA FONSECA

O homem apontado como chefe do bando, Lincoln Pontes de Lira, 33, está foragido, bem como a companheira dele, Maria Biamar Pinheiro, 25, e o comparsa, Francisco Reginaldo dos Santos. A sogra de Lincoln, identificada como Francisca Ramira Pinheiro, 66, foi presa em flagrante por ter sido encontrada no depósito onde estava estocada a maior parte das mercadorias roubadas.

A mulher foi presa no Depósito de Bebidas e Construção São Francisco, localizado na Rua 29, casa 479, no Conjunto Jereissati I, em Maracanaú. Na Avenida Contorno Sul, 271, foram encontradas várias caixas de cigarros.

Nos dois imóveis, foram encontrados produtos de limpeza, alimentícios, de higiene pessoal, cervejas, autopeças, de informática e eletroeletrônicos. A sexagenária foi autuada em flagrante por receptação qualificada. Além das mercadorias, foi encontrado um cartaz com a propaganda eleitoral de Lincoln Lira, que foi candidato a vereador em Maracanaú em 2012.

A desconfiança por parte dos policiais começou quando os inspetores da DRFVC, juntamente com o delegado Dionísio Amaral, verificaram que as empresas abertas por Lincoln Lira emitiam notas fiscais de saída, entretanto não foram encontradas os documentos de entrada das mercadorias. Com grande conhecimento na área de abertura de empresas, Lira, que é técnico em contabilidade, abriu quatro firmas, sendo que uma delas estava em nome de Biamar Pinheiro.

Segundo a Polícia, as mercadorias eram roubadas sempre nas rodovias BR-222 e BR-020. As bases do bando funcionavam em Itapipoca e no Conjunto Jereissati, em Maracanaú.

Com a mercadoria “legalizada”, Lira passou a vender as mercadorias para vários Estados do Nordeste, porém, sem notas fiscais, segundo explicou delegado Dionísio Amaral.

FERNANDO BARBOSA
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste