Bando é desarticulado por roubo de cargas

De acordo com a Polícia Civil, na última ação, os acusados roubaram R$ 1,6 milhão em aparelhos celulares

Fonte: Diário do Nordeste.

Dentro do veículo, os policiais encontraram um ‘jammer’ de oito antenas, aparelho utilizado para cortar o sinal de rastreadores de veículos de carga, bateria para recarregá-lo e uma pistola calibre Ponto 40 ( Foto: Nicholas Paulino )

Quatro homens suspeitos de integrar uma quadrilha especializada no roubo de cargas em Fortaleza e região metropolitana foram presos na manhã por equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC). A operação policial ocorreu na última quinta-feira (20). O grupo foi responsável por cerca de 15 roubos de cargas nos últimos 3 meses, de acordo com a Polícia Civil. O maior deles ocorreu na madrugada do dia 8 de outubro, quando uma carga de celulares avaliada em R$ 1,6 milhão foi levada do galpão de uma transportadora no bairro Serrinha, na Capital.

Na manhã da quinta-feira (20), os policiais receberam denúncias de três homens com atividades suspeitas em Pajuçara, Distrito de Maracanaú. Na abordagem, eles descobriram que um dos homens era Antônio Fernandes de Amorim Filho, mais conhecido como ‘Fei’, de 30 anos, apontado como chefe da quadrilha e foragido do Sistema Penitenciário cearense.

Ele saiu da prisão em agosto de 2015, após ser condenado, em 2013, a 15 anos e 6 meses de reclusão por roubo de cargas e receptação, mas não se reapresentou. Segundo a Polícia, ‘Fei’ é investigado em vários inquéritos policiais instaurados na DRFVC.

O acusado ainda tentou enganar os policiais civis apresentando uma carteira de identidade falsa, mas logo os policiais perceberam a farsa. Um dos fatores que o identificaram foi o fato de que falta um pedaço de uma de suas orelhas.

Dentro do veículo, os policiais encontraram um ‘jammer’ de oito antenas, aparelho utilizado para cortar o sinal de rastreadores de veículos de carga, e uma bateria para recarregá-lo. Já na residência de ‘Fei’, os policiais encontraram uma pistola Ponto 40 com numeração raspada. Além dele, foram presos Pedro Ítalo Fernandes Vasconcelos, o ‘Gordão’, 20; Gilberto Araújo da Silva, o ‘Gordinho’, 20, e José Bezerra da Silva, o ‘Nego Sousa’, 46. Um quinto membro da quadrilha, Igor Pompeu de Sousa Brasil, vulgo ‘Coca’, não foi localizado. Segundo o titular da DRFVC, delegado Fernando Cavalcante, a quadrilha tinha como foco apenas caminhões com eletrodomésticos.

Contudo, nos últimos meses, passaram a roubar cosméticos, gás de cozinha e celulares. “Com a prisão deles, conseguimos dar uma boa baixa no roubo de cargas em Fortaleza. Além de outros membros da quadrilha que estão foragidos, já estamos identificando os receptadores que compravam as cargas dessa quadrilha”, afirmou o delegado Fernando Cavalcante.

Estratégicos

Conforme as investigações da Polícia Civil, a maior incidência desse tipo de ação criminosa acontece em pontos estratégicos da Região Metropolitana de Fortaleza, como Maracanaú, Caucaia e Eusébio. “Essas cidades estão localizadas nas entradas de Fortaleza e são às margens de CEs e BRs, o que facilita o manuseio das mercadorias para colocá-las em outros caminhões ou para levar para locais marcados, que eles chamam de ‘buracos'”, explicou Cavalcante.

Segundo o delegado, ‘Fei’ conseguia se aproximar de funcionários de empresas que seriam alvo das ações para obter dados privilegiados sobre o transporte das cargas. A investigação irá apurar se essas pessoas foram enganadas ou cooperaram com a quadrilha em troca de dinheiro. Em média, cada carga roubada valeria de R$ 50 mil a R$ 60 mil, de acordo com a Polícia.

Agora, a dificuldade das equipes da Especializada será encontrar os mais de 1.500 celulares roubados no dia 8. Isso porque, após a quadrilha invadir a transportadora com o caminhão de ‘Nego Sousa’ e o abastecer com cinco caixas de equipamentos, os receptadores da carga assumiram a direção do veículo e os levaram para um local que nem os presos conhecem. Até o momento, apenas um dos aparelhos celulares roubados foi localizado com uma comerciante no bairro Mondubim.

Dois veículos foram apreendidos durante a operação policial. E autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e na Lei das organizações criminosas. ‘Fei’ também foi autuado por falsificação de documento público e uso de documento falso.

A Polícia acredita que outros envolvidos nas ações do grupo serão identificados e localizados no transcorrer do inquérito, bem como partes da carga sejam recuperadas através de rastreamento. Imagens de circuitos de segurança de onde os roubos ocorreram serão usados como suportes no processo de investigação.

(Colaborou, Nicholas Paulino)

Antonio Fernandes, Fei - Chefe da Quadrilha

Antonio Fernandes, Fei – Chefe da Quadrilha

José Bezerra, Nego Souza, Auxiliar

José Bezerra, Nego Souza, Auxiliar

Pedro Ítalo Fernandes, o Gordão

Pedro Ítalo Fernandes, o Gordão

Gilberto Araujo da Silva, O Gordinho

Gilberto Araujo da Silva, O Gordinho