TRÂNSITO Caminhões desrespeitam proibições em Fortaleza – O SETCARCE TEM SEU PONTO DE VISTA

imagemcaminhõesPlano

A AMC informou que a Prefeitura está elaborando o Plano de Circulação de Carga e de Operações Associadas, que deverá fazer a “caracterização da circulação de veículos de carga e de suas operações associadas, além de diagnóstico e prognóstico para conhecimento das necessidades e impactos na cidade, definições de ações e a consolidação do Plano de Circulação de Carga e de Operações Associadas e do Plano de Contingência para Cargas Perigosas”.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística no Estado do Ceará (Setcarce) reclama que as orientações de tráfego têm causado transtornos e prejuízos no trabalho dos motoristas de caminhões.

O gerente do Setcarce Espedito Róseo crê que mais ações devem impactar negativamente o setor. “A tendência é prejudicar ainda mais as entregas, pois tudo que se faz é para aumentar restrições. A tendência é que o segmento fique cada vez mais difícil de efetuar suas coletas e entregas”, lamentou.

O gerente enfatizou, entretanto, que há uma via de diálogo entre AMC e Sindicato na tentativa de “minimizar os danos causados pelas orientações”.

De acordo com Espedito, o problema maior para a categoria, atualmente, é o clima de insegurança nas estradas. “Nosso maior problema hoje é o roubo de carga na Região Metropolitana. Antes, o roubo era nas estradas, mas agora está sendo maior aqui na cidade”, lamentou.

Fonte: Diário do Nordeste – com edição do SETCARCE