19ª Prêmio CNT de Jornalismo homenageia profissionais em Brasília

premioCNTCerimônia de entrega foi realizada nesta quarta-feira (5). Os ganhadores levaram R$ 90 mil em prêmios.

Reportagens investigativas, denúncias e recortes da realidade com um olhar diferenciado. Os profissionais que conquistaram o 19º Prêmio CNT de Jornalismo foram homenageados nesta quarta-feira (5), em Brasília, pelos trabalhos de qualidade publicados nos principais veículos de comunicação do país sobre o tema transporte.

O Presidente do SETCARCE, Clovis Nogueira Bezerra, esteve presente, representando o TRC Cearense.

O apresentador do prêmio Chico Pinheiro iniciou a noite com uma homenagem ao arquiteto Oscar Niemeyer, que falecera poucos minutos antes. Logo em seguida, os vencedores de cada categoria subiram ao palco.

Os jornalistas ressaltaram, durante a cerimônia, a origem das matérias. “A ideia surgiu depois de um acidente na Bahia, em que o ônibus não tinha liminar de funcionamento. Decidimos investigar a empresa e, seis meses depois, já tínhamos material suficiente sobre a venda ilegal de liminares, explicou o repórter da TV Globo (SP) Maurício Ferraz que, com sua equipe, levou o prêmio da categoria Televisão.

Para Lilian Tahan, repórter do Correio Braziliense (DF), receber o prêmio da Confederação Nacional do Transporte é um estímulo para o empenho em reportagens especiais. Junto com Ana Maria Campos e Ana Dubeux, ela ganhou na categoria Impresso com a série “Órfãos do Asfalto”. “O Correio Braziliense, há anos, lida com esse tema de uma maneira muito séria e constante. As pessoas que morrem no trânsito são vítimas quase de uma guerra civil, são pessoas, e não números. Muitas vezes o tema é banalizado, vira apenas estatística, e tentamos inverter isso neste trabalho”, reforçou.

A repórter Carolina Ercolin, da Rádio Bandeirantes (SP), retratou o dia a dia do trânsito e como isso dificulta a vida da população na grande São Paulo. “É um tema que está em voga porque vem afetando cada vez mais pessoas. O trânsito faz com que as pessoas deixem de fazer coisas, como ficar com a família, ir para a academia, então engloba uma série de outras questões. Fiquei muito honrada em ganhar, é um prêmio de repercussão nacional.”, pontuou.

O repórter Henrique (RJ), recebeu o Grande Prêmio, no valor de R$ 30 mil, com a série de reportagens “O Brasil que não viaja de avião”, feita em parceria com a repórter Liane Thedim. “Em época de Copa do Mundo, muito tem se falado de avião, então quisemos fazer algo diferente, mostrando o dia a dia de quem anda de trem, ônibus e barco. É um prêmio de tradição e a gente sabe que o júri é sério”, disse Henrique.

Também estiveram presentes para receber o prêmio Roberta Soares, do jornal JC OnLine (PE), na categoria Internet, com a série de matérias sobre os “Obstáculos da Mobilidade”; as jornalistas Eliza Ribeiro e Renata Ferraz, do Canal Futura (RJ), que conquistaram a categoria Meio Ambiente com a série “Cicloativistas”; e o fotógrafo Custódio Coimbra, do jornal O Globo (RJ), que venceu a categoria Fotografia com a foto “Sono Profundo”.

Depois da premiação, a dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano animou o público com um grande show.

Confira a lista dos vencedores:

Categoria Vencedores Reportagem Veículo
Grande Prêmio Liane Thedim e Henrique Gomes Batista O Brasil que não viaja de avião Jornal O Globo (RJ)
Televisão Maurício Ferraz, Bruno Tavares, Robson Cerântula, Wagner Suzuki e Alberto dos Santos Venda de liminares para donos de empresas de ônibus Fantástico da TV Globo (SP)
Impresso Lilian Tahan, Ana Maria Campos e Ana Dubeux Órfãos do asfalto Correio Braziliense (DF)
Rádio Carolina Ercolin O ABC do trânsito Rádio Bandeirantes (SP)
Internet Roberta Soares Obstáculos da mobilidade JC OnLine (PE)
Fotografia Custódio Coimbra Fotografia “Sono profundo” publicada na matéria “Durma-se com um trânsito desses” Jornal O Globo (RJ)
Meio ambiente Eliza Ribeiro Capai e Renata Ferraz Cicloativistas Canal Futura (RJ)

 

 

 

Fonte:

Aerton Guimarães

Agência CNT de Notícias – com edição do SETCARCE