INTEGRA BRASIL 'Avanço do País depende do NE'

Os gargalos logísticos ligados à conexão entre os estados do Nordeste têm representado um entrave não apenas para a Região, mas também para todo o País, o qual arca com custos mais elevados por conta da infraestrutura deficiente. Abordado no livro “Integra Brasil: Fórum Nordeste no Brasil e no Mundo”, o tema deverá ser um dos desafios para a Região nos próximos anos.

claudioferreiraSegundo o economista Cláudio Ferreira Lima, o desenvolvimento do Nordeste, nos últimos anos, foi benéfico para todo o Brasil

Segundo o economista e coordenador técnico do projeto Integra Brasil, Cláudio Ferreira Lima, o desenvolvimento do País, nos próximos anos, depende também do crescimento do Nordeste, que concentra 28% dos brasileiros.

Para o economista, enquanto a Região tiver renda significativamente abaixo da média nacional, obstáculos que emperram o crescimento do País permanecerão. “É o aumento da renda que pode fazer o mercado interno se expandir”, exemplifica. Ele acrescenta que o avanço do Nordeste, nos últimos anos, “mostrou que esse é o caminho” para alavancar a economia nacional.

Distância

Ferreira ressalta que, devido à deficiência na rede de transportes entre os estados, aqueles que estão mais distantes têm as relações comerciais bastante afetadas. “O Ceará se relaciona mais com o Piauí e o Maranhão, enquanto a Bahia está mais ligada ao Sergipe”, ilustra.

O livro foi “Integra Brasil: Fórum Nordeste no Brasil e no Mundo” foi lançado ontem por representantes do Centro Industrial do Ceará e da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). Ele é resultado de workshops e discussões, no Nordeste, promovidas pelas duas entidades.

Fonte: Diário do Nordeste – Economia