70 Anos de Fundação – SETCARCE conta sua história

No dia 13 de abril próximo, o SETCARCE comemora 70 anos de reconhecimento como entidade sindical pelo Ministério do Trabalho. Inicialmente, era o Sindicato das Empresas de Veículos de Carga de Fortaleza, com base territorial somente no município de Fortaleza. Após alguns anos de atuação, a entidade adormeceu, vindo a ser reativado em 1975, por ato do então Delegado Regional do Trabalho, de saudosa memória, Dr. Ademar Neiva, que nomeou uma junta interventora, através da Portaria 27/75, de 05.03.1975, indicando para presidi-la o empresário Luís Otacílio Correia, que hoje batiza o mais importante Troféu que a entidade confere anualmente. Em 28 de maio de 1976, foram efeitos os membros da Diretoria, Conselho Fiscal e os Delegados junto à Federação, para o período de 1976 a 1979, assim compostos: Diretoria – José Brasil de Paula (Presidente), Luís Felício de Sousa (Secretário), Lourival Lucas Carneiro Ribeiro (Tesoureiro); Conselho Fiscal – Luís Otacílio Correia, Péricles Augusto Bezerra Mulatinho; Suplentes do Conselho Fiscal – Edilson Gondim Bezerra, Luís Correia de Oliveira e Júlio Rocha Filho; Delegados junto à Federação – José Brasil de Paula e Luís Felício de Sousa. A mesa coletora foi presidida por Francisco José Pestana da Ponte e Horta, e a apuradora por José Edmar Araújo. E 1978, o Ministério do Trabalho, através da Apostila n.º 307942/78, reconheceu a entidade como sendo Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de Fortaleza, permanecendo, portanto, a mesma base territorial. Já era um passo importantíssimo para a consecução dos objetivos dos que faziam o Sindicato; e, em 21 de julho de 1981, o Ministério do Trabalho autorizou a expansão da base territorial para todo o Estado do Ceará e a mudança da denominação para Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Estado do Ceará – SETCARCE. Hoje, a entidade alberga também as empresas de logística. O Presidente José Brasil de Paula obteve sucessivas reeleições, sendo suscedido, em 1987, pelo empresário Manoel Rubens Nogueira. Ainda em 1981, na gestão de José Brasil, o SETCARCE filia-se à FENATAC – Federação Nacional das Empresas de Transportes Rodoviários de Cargas, criada naquele ano, desligando-se da Federação das Empresas de Transportes Rodoviários do Norte e Nordeste – FETRONNOR. Em 1987, juntamente com as demais entidades co-irmãs do Nordeste, o SETCARCE se engajou nos trabalhos de criação da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Nordeste – FETRACAN, com sede em Recife, ficando, desde logo, decidida a desfiliação da FENATAC e a consequente filiação à nova entidade. Em meados de 1987, um grupo de empresários e gerentes de empresas – Ronaldo Ribeiro, Manoel Rubens, Clovis Nogueira, Haroldo Sabóia, Francisco de Assis Fonseca, Francisco Alves, Luís Carlos Correia, Marconi Vilaça, Luís Felício e José Brasil – reuniu-se formando o denominado “Grupo dos Dez” com o fim de auxiliar a diretoria no desempenho de suas funções no desenvolvimento do Sindicato. Em pouco tempo esse grupo conseguiu equipar o Sindicato com o que havia de mais moderno em termos de escritório. Durante sua gestão, Manuel Rubens desenvolveu atuante administração, tendo adquirido o terreno onde foi construída a atual sede, da BR 116. Em outubro de 1991, assume a presidência o empresário Clovis Nogueira Bezerra. O Presidente Clovis Bezerra consolidou a entidade que passou a integrar conselhos de diversas entidades, construiu uma moderna sede e mantém o SETCARCE em alto patamar de reconhecimento. Entre as gestões do empresário Clovis Bezerra, ocupou a Presidência o empresário Joaquim Honório.

 No próximo dia 12 de abril, as comemorações do 70º Aniversário ocorrerão em solenidade que contará a outorga do Troféu Otacílio Correia ao empresário José Daniel, ao Deputado Idemar Citó e à Procuradora de Justiça, Socorro França.  

Visualize algumas fotos que marcaram nossa história abaixo.

 


 







70º Aniversário de Fundação do SETCARCE – CONVITES

DSC00556

O SETCARCE – Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística no Estado do Ceará, comemorará seu 70º Aniversário de Fundação no dia 12/04/2012 no Buffet Barbra’s Cambeba, onde será outorgado o “Troféu Otacílio Correia”.

Os homenageados que ilustram a 4ª Edição-2012, são pessoas que contribuíram para o setor de Transporte de Cargas a nível municipal, estadual e nacional e para a administração pública do Ceará.

 Data: 12 de Abril de 2012

Hora: 20h

Atração: Luizinho e Banda

Local: Buffet Barbra’s Cambeba, Av. Ministro José Américo, 1960

As empresas associadas receberão, sem nenhum custo,convite com dois exibíveis. Se houver interesse em adquirir convites adicionais, fineza entrar em contato com a secretaria do SETCARCE. Custos: R$ 80,00 – individual / R$ 150,00 – duplo.

Para a realização da festa contamos com o patrocínio master da empresa Ceará Diesel – Concessionária Mercedes Benz, da empresa Veica Sistemas de Transportes, da empresa Gerardo Bastos S/A e da empresa OnixSat.


Galeria dos Homenageados:

Ano 2011

  • Newton Gibson – Presidente da FETRACAN e da ABTC e Vice-Presidente da CNT
  • Ubiratan Roberto de Paula – Superintendente da PRF
  • Fernando Bezerra – Presidente da AMC

Ano 2010

  • Alfredo Peres da Silva – Diretor do DENATRAN e Presidente do CONTRAN
  • José Brasil de Paula – Empresário
  • Pio Rodrigues Neto – Empresário e Líder Classista

Ano 2009

  • Dr. Mauro Benevides Filho – Deputado Estadual e Secretário da Fazenda, Fortaleza do Estado do Ceará
  • Maria Gorete Pereira – Deputada Federal


SETCARCE PROMOVEU PALESTRA COM O TEMA: A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NAS EMPRESAS DE TRANSPORTE

SETCARCE REALIZOU PALESTRA COM O TEMA:  A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NAS EMPRESAS DE TRANSPORTE


DSC00576 - Cópia-E

LOCAL: Auditório do SETCARCE

PALESTRANTE:  Dr. Yuri Cavalcante Magalhães

Professor da UFC – Juiz de Direito –Life and Business Coach

Participantes:

Clébia Freitas – Braspress

Silvana Brasil – Braspress

Hosana Araújo – Copral Log

Leila Lima – Copral Log

Alexandre Sain – Meta Truck

Manuel Leandro – Meta Truck

Sandra Tavares – Meta Truck

Angela Daniel – Daniel Transportes

Daniela Mendes Freire – Daniel Transportes

Ana Karine Rodrigues de Lima Daniel Transportes

Cristiane Rangel – Daniel Transportes

Lilian  Karla Portela – Daniel Transports

Marcia Xavier – Daniel Transportes

Simone Jacinto Assunção – Daniel Transportes

Flayonadra de Melo – Daniel Transportes

Orlando Kerpen

José Damasceno Sampaio – SETCARCE

Victor Régis Brasil e Silva – R.Silveira Advogados

Rodrigo Silveira – R.Silveira Advogados

Luciano Dias – R.Silveira Advogados

Clovis Braga Bezerra – SETCARCE

Clovis Nogueira Bezerra – SETCARCE


“Algumas pessoas são mais felizes que outras porque desenvolveram a inteligência emocional. Saber lidar com as emoções faz toda a diferença! Aplicada dentro do ambiente das empresas evita perdas, aumenta a produtividade, controla o stress…

Com o desenvolvimento desta inteligência, conflitos são gerenciados, obstáculos são superados, equipes trabalham com alegria, desenvolvendo em si a felicidade.

Os benefícios são incontáveis! A empresa passa a contar com um ser humano capaz de administrar seus conflitos internos movidos por emoções tóxicas que são diluídas até seu desaparecimento. O material humano passa a ter uma motivação constante.

A palavra é continuidade! Uma pessoa consciente de seus próprios desafios emocionais, controlando as emoções e não as sufocando, trabalha continuamente para o sucesso da empresa. Sucesso!

É usar de forma inteligente as emoções, que como o próprio nome já diz, sentimentos que vão e vêm! Com isto, problemas operacionais e conflitos humanos diminuem e são melhor gerenciados.

Perceber os sentimentos e trazer para a consciência seus atos, ter a condição de ter autocontrole, automotivação, ter a capacidade de realizar o trabalho através das ações necessárias para alcançar os objetivos da empresa, independentemente das circunstâncias, melhorando a comunicação e a harmonia das relações…são componentes da inteligência emocional nas empresas!

Investir em treinamento pela inteligência emocional produz incontáveis ganhos às Empresas de Transporte de Carga e Logística!

Yuri Cavalcante Magalhães

Professor da UFC

Juiz de Direito

Life ande Business Coach

Palestrante





TV O POVO – EXIBICÃO DE ENTREVISTAS DO PRESIDENTE E EX-PRESIDENTES DO SETCARCE

Para o ROTEIRO da próxima SEGUNDA-FEIRA 26/03, exibição dentro dos seguintes horários: 13h – Interprograma Reprise Grande Debate 19h – Interprograma Inedito Grande Debate 20:30h – Interprograma Inédito Jogo Político 21:30h – Interprograma Inédito Aprenda com o Chef

Canal 48       TV Show 11       Net 23

ETUFOR não se sensibiliza com a segurança dos empregados de Condomínio de Transportadoras no 4º anel viário

As transportadoras que compõem o Condomínio Empresarial localizado no 4º Anel Viário têm enfrentado um sério problema de assalto aos trabalhadores que necessitam do transporte coletivo urbano. Os administradores das empresas TNT Mercúrio, Atlas Transportes, Rodoviário Ramos, Transportadora Mann e Braspress solicitaram ao SETCARCE um contato com o Sindiônibus e a ETUFOR no sentido de realizar alterações no itinerário das linhas que realizam o transporte de passageiros naquela área, levando em consideração o fluxo de pessoas que teve aumento considerável desde 2007.

Através de Ofício, o SETCARCE encaminhou o pleito das empresas afetadas para o Sindiônibus e para a ETUFOR. O Sindiônibus propôs realizar estudo para avaliar a possibilidade de aumentar a quantidade de ônibus nos horários de pico. Por outro lado, a ETUFOR, ao analisar a situação, foi enfática ao informar que “a atual configuração das linhas em curso é a ideal para a seguração dos passageiros dos ônibus e o atendimento”, sem, no mínimo, analisar de forma mais analítica a situação atual, que é totalmente diversa da época em que as linhas foram instaladas.

Para melhor entendimento, disponibilizamos os Ofícios enviados e o retorno da ETUFOR.

Oficio SINDIÔNIBUS – solicitação

Oficio ETUFOR – solicitação

Oficio ETUFOR – retorno

Oficio SINDIONIBUS – retorno


DIRETORES SE REUNIRAM NESTA QUINTA-FEIRA DIA 09/02/2012 NA SEDE DO SETCARCE

DSC00526

Foi realizada nesta quinta-feira dia 09/02/2012  a segunda reunião da Diretoria do SETCARCE. Com a presença dos diretores Ageu Monteiro, Angela Daniel, Valdemar Bernardino e o assessor jurídico José Damasceno Sampaio, o Presidente Clovis Nogueira Bezerra atualizou os presentes sobre o fim da Carta Frete e o adiamento da fiscalização punitiva

Nesta reunião, esteve presente como convidado o Dr. Yuri Cavalcante Magalhães para apresentar o projeto “Inteligência Emocional nas Empresas”.

A Diretoria deu continuidade nas resoluções sobre a organização da Festa de Aniversário do SETCARCE que em abril deste ano comemora 70 anos de fundação.

Clovis Nogueira Bezerra participa de evento na FACIC

IMG_7257

O Presidente do SETCARCE, Clovis Nogueira Bezerra prestigiou evento na FACIC juntamente com o Presidente da FACIC Francisco Barreto.  No local, também esteve presente a Procuradora Socorro França e o Delegado César Wagner.

Setcesp consegue liberação do VUC na ZMRC

transito2

Após exaustivas reuniões neste período de quatro anos, o corpo técnico da Secretaria Municipal de Transporte avaliou que as medidas adotadas até aqui culminaram em menos veículos pesados na cidade, e como se está investindo em restringir os veículos de cargas de passagem pela cidade, como já ocorre na Marginal Pinheiros e adjacências, entenderam que era possível atender este importante pleito do SETCESP que é a liberação do VUC na ZMRC.

Segundo a Prefeitura, a liberação ocorrerá a partir de março, quando será publicada uma Portaria para a definição dos detalhes do cadastramento dos VUCs para livre circulação.

Outro ponto abordado pelo presidente do Setcesp  foi a questão das autuações em relação aos veículos que estão cadastrados. O Secretário Marcelo Branco se demonstrou sensível ao problema e se comprometeu em falar com a direção da Prodam, órgão que faz a gestão da área de informática da Prefeitura, para buscar solução a este grave problema.

“Esta é uma grande vitória para o nosso setor, pois o VUC é um veículo projetado para as operações urbanas. Mas a luta para a liberação dos caminhões na Marginal Tietê continua. A entidade vai continuar trabalhando para encontrar também uma solução para este assunto, inclusive tem reunião agendada com o corpo técnico da CET para trabalhar nesta linha”, comenta o presidente do Setcesp .

Sobre as restrições na Marginal Tietê, o Setcesp também conseguiu esta semana uma vitória para o setor, pois a Prefeitura passará a multar os caminhões somente em março, dando mais tempo para que o setor se adapte às novas regras. O Setcesp  é contrário a qualquer tipo de restrição aos caminhões na cidade e continuará seu trabalho para minimizar as proibições.

Fonte: Site FETCESP

Normas para transporte de produtos perigosos estão disponíveis para consulta

petrobras_3_01022012
O outro estudo dispõe sobre as características, dimensões e instruções para o preenchimento da ficha de emergência e do envelope necessários ao transporte de produtos perigosos. A norma visa estabelecer os requisitos para a confecção desses dois itens. O projeto fica disponível para consulta até o dia 26 de março.



Para participar da consulta nacional, basta solicitar acesso ao site da ABNT – o cadastro é gratuito. Os interessados podem se manifestar, sem qualquer ônus, e recomendar à Comissão de Estudo, autora da norma, três encaminhamentos: a aprovação do texto, aprovação com sugestões ou reprovação. No último caso, é preciso apresentar justificativas técnicas para a manifestação.

Sest Senat
O transporte de produtos perigosos deve ser feito de maneira correta, em respeito às normas da ABNT, e é uma preocupação constante do Sest Senat. A entidade oferece aos trabalhadores o curso de capacitação para Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (MOPP). O treinamento é uma exigência da Resolução 168/2004 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

ABNT NBR 7503

ABNT NBR 9735

Fonte: Agência CNT de Notícias

 

Transportadores terão mais tempo para se adaptar ao fim da carta-frete

destaque-cartao-frete-antt

Desde que começou a valer, em outubro de 2011, o sistema cresceu e os profissionais contam com mais opções de empresas que operam o pagamento eletrônico. “Atualmente temos seis administradoras, esperamos colocar mais quatro logo e, dentro de dois ou três meses, queremos ter entre 15 e 20 administradoras habilitadas. O grande beneficiado com esse aumento com certeza é o usuário”, explica o superintendente.

Dados do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC) mostram que existem atualmente 546.723 motoristas de caminhão autônomos no país. A idade média dos mais de 755 mil veículos dessa frota é de 19,2 anos.

De acordo com o setor de cargas, a grande maioria das empresas e dos transportadores já adotou o mecanismo de pagamento eletrônico. “Temos verificado uma incidência baixa do uso da carta-frete. Todos estão empenhados em seguir a legislação”, reforça Noboru Ofugi. Ainda segundo ele, a fiscalização ocorre de forma dispersa em todo o país com o objetivo de instruir de forma uniforme todos os envolvidos na questão.

Multas
A Resolução 3.658/11, de 19 de abril, entre outras ações, estabelece que o contratante que efetuar o pagamento do frete, no todo ou em parte, de forma diversa da prevista no documento, deverá ser multado em 50% do valor total de cada frete irregularmente pago, limitada ao mínimo de R$ 550 e ao máximo de R$ 10,5 mil. O texto prevê ainda multa (também de R$ 550 a R$ 10,5 mil) para quem realizar deságio no frete ou cobrança de valor para efetivar os devidos créditos.

O transportador autônomo que permitir o uso da carta-frete também será punido. Além de multa no valor de R$ 550, ele poderá ter seu RNTRC cancelado.

Para o presidente da Federação das Empresas de Transporte de Cargas de Minas Gerais (Fetcemg), Vander Francisco Costa, o pagamento eletrônico é positivo para o setor, pois regulamenta o trabalho trazendo seriedade ao transporte. Ele destaca que, com o pagamento eletrônico, os caminhoneiros passam a ter uma renda formal, facilitando, por exemplo, financiamentos de novos veículos.

Saiba mais
A carta-frete é um papel informal, não fiscalizado pelo governo, utilizado há mais de 50 anos no Brasil. Os caminhoneiros recebem o documento como forma de pagamento e, na maioria dos casos, ele é trocado nos postos de combustíveis por dinheiro, com deságio. O novo sistema permite ao governo recolher Imposto de Renda (IR) e outros encargos sociais.

 

 

Fonte: Agência CNT de Notícias