CAMPANHA ÔNIBUS ENCANTADO – SETCARCE entrega doações

Para comemorar o Dia da Criança, a FETRANS – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão e o SEST SENAT Fortaleza lançam a quinta edição da campanha Ônibus Encantado.  Com a iniciativa de arrecadar brinquedos e alimentos.

Na foto, o Gerente do SETCARCE, Espedito Róseo Jr, entrega os donativos arrecadados.

A entrega do montante arrecadado acontecerá no dia 09 de outubro, na FACC, localizada na rua Carvalho Júnior, 571 – Tauapé, Fortaleza – CE, onde acontecerá um dia de lazer e brincadeiras para as crianças da instituição. No ano passado, foi arrecadado um total de uma tonelada de alimentos e mais de mil brinquedos.

Mais uma vez, além dos parceiros tradicionais do setor de transporte, como Sinfrece, Sindiônibus, Sinterônibus, Setcarce e Expresso FM, a campanha tem o apoio da AD2M Engenharia de Comunicação, agência de comunicação da Fetrans e que será mais um reforço na arrecadação de donativos e atuando como multiplicadora da ação.

Agracecemos as empresas que participaram com doações, em especial a COPRAL LOG e a KLIN LOGÍSTICA.

Sobre a entidade agraciada

Frente de Assistência à Criança Carente (FACC) www.facc2008.blogspot.com.br :

Instituição que atende crianças e adolescentes de 6 a 18 anos e oferece assistência às comunidades próximas com aulas de reforço escolar, teatro, música, brinquedoteca e área de leitura.

20151008_173047campanhaonibusencantado

Trio receptava cerveja roubada

O titular da DRFVC, delegado Fernando Cavalcante,

afirmou que o grupo roubava, armazenava e

distribuía o material roubado (Foto: Bruno Gomes).

http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/policia/trio-receptava-cerveja-roubada-1.1406058

Três homens foram presos, na madrugada de ontem, por suspeita de envolvimento em uma quadrilha especializada em roubos de caminhões e cargas em Fortaleza. No momento da prisão, os suspeitos estavam em um galpão na Granja Portugal, com um carregamento de cerveja avaliado em R$ 40 mil, que havia sido tomado de assalto no bairro Jardim América, na Capital.

Segundo o titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículo9s e Cargas (DRFVC), delegado Fernando Cavalcante, os homens seriam os receptadores do material roubado.

Os produtos estavam sendo carregados em um outro caminhão e posteriormente seriam levados a um depósito de bebidas, que pertencia a um dos envolvidos presos.

Os três foram identificados como José Bezerra da Silva, 46, Antonio Flávio Oliveira da Silva, 28, e Francisco Reginaldo Moura Granja, 42. Além deles, dois adolescentes que trabalhavam no galpão foram apreendidos, mas acabaram liberados.

Cavalcante informou que o chefe do bando era José Bezerra. Segundo o delegado, ele contratava os homens para efetuar os roubos e depois repassava as cargas para os compradores finais.

“Ele já era velho conhecido da gente. Seria Ele que realizava o trabalho de atravessador, realizando a ponte entre o assaltante e os compradores. Tanto ele, como os demais envolvidos já estavam sendo investigados”, comunicou o delegado.

Comprador

O titular da DRFVC revelou ainda que Francisco Reginaldo é o proprietário do galpão e teria comprado a carga roubada. O material iria ser levado para o estoque de uma transportadora de bebidas, que também pertence ao suspeito. Neste trabalho, Antonio Flavio teria entrado apenas com a mão de obra.

Policiais da DRFVC também prenderam, ontem, um homem suspeito de praticar pelo menos oito assaltos a cargas de cigarros, em Fortaleza, Juan William Albuquerque, 20, abordava as vítimas no momento das entregas e levava os produtos.

Fonte: Diário do Nordeste.

 

ESFORÇO PARA DESFAZER OS NÓS

OBRAS 1

 

 

O secretário da Infraestrutura, André Facó, responsável por vários projetos importantes que estão sendo executados, ressalta o desenrolar de certos nós. Alguns deles dizem respeito às licitações dos VLTs: a linha da Avenida Borges de Melo ao Porto do Mucuripe, segundo ele, foi retomada há 50 dias. As outras duas devem ter suas licitações concluídas ainda este mês.

 

OBRAS 2

 

R$ 831 MILHÕES ATÉ OUTUBRO

 

A Seinfra executou até agosto cerca de R$ 500 milhões em projetos. Até outubro, esse valor passou para R$ 831 milhões. O Porto do Pecém tem concentrado boa parte dos investimentos da pasta: foram aplicados no complexo, este ano, R$ 175 milhões e até o final de 2015 estão previsto mais R$ 235 milhões.

 

A aquisição de equipamentos é um dos focos desses projetos, como as compras de carretas de placas, de transportadora de minérios e de descarregador de navio de minérios, dentre outros.

 

André Facó ressalta que estão sendo executadas obras de ampliação de quase 1.300 quilômetros de estrada, além da construção de um novo pátio de cargas no Pecém.

 

OBRAS 3

 

METROFOR: RECONFIGURAÇÃO DO CONSÓRCIO

 

Quanto à Linha Leste do Metrofor, o secretário esclarece à coluna que está sendo concluída uma nova reconfiguração do consórcio para que o projeto possa ser reiniciado. Ele garante que há um esforço para que as coisas realmente andem e, quando as condições legais existirem, haverá uma manutenção nos equipamentos que estão parados para que a obra seja iniciada.

Fonte: Jornal O Povo, Edição SETCARCE.

REALIZADA REUNIÃO DA DIRETORIA DO SETCARCE

 

Realizada na manhã desta quarta-feira, 07/10,  REUNIÃO ORDINÁRIA DA DIRETORIA DO SETCARCE.

Foram tratados os assuntos, RECOMPOSIÇÃO DA DIRETORIA; Foram empossados os srs. Marcelo Maranhão da AM & Logística e Laércio Moreira, da TRANSLOG. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016; Aditivo Pagamento da Cesta Básica em pecúnia; EXPOLOG 2015 – SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE LOGÍSTICA; Evento de Lançamento 15/10/2015 – Palestrante Dra. Sonia Rotondo – Diretora da NTC&Logistica, ILHA DO SETCARCE – Aquisição de Balcões, AUTUAÇÕES DA POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL; ASPECTOS DA LEI 13.103 – LEI DO MOTORISTA; Reunião COMTRAB – NTC – Dr. Vitor – em São Paulo. OUTROS ASSUNTOS: PORTARIA AMC 83/2015 – OFÍCIO PROTOCOLADO solicitando orientações. Campanha Onibus Encantado dia das Crianças – FETRANS/.

Reunião.07.10.2015.Marcelo

 

 

 

 

 

 

Uso de extintor ABC passa a ser obrigatório em coletivos e caminhões

Extintor

Uso de extintor ABC passa a ser obrigatório em coletivos e caminhões

Fri, 02 de October de 2015
Fonte: Governo de SP
Segundo determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a partir desta quinta-feira (1), caminhões, caminhões-tratores, veículos destinados ao transporte de produtos inflamáveis, líquidos e gasosos, micro-ônibus, ônibus e todos os veículos utilizados no transporte coletivo de passageiros deverão obrigatoriamente ser equipados com extintor do tipo ABC. A regra é valida para todo o Brasil.
Condutores que descumprirem as normas estarão sujeitos a multa de R$ 127,69 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de retenção do veículo para regularização.
Também é infração de trânsito, com a mesma penalidade, se o extintor estiver fora do prazo de validade ou com lacre rompido, não tiver selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e for transportado fora do lugar indicado. O extintor deve ficar acoplado em um dos bancos dianteiros dos veículos, para facilitar o acesso ao equipamento.
O extintor com carga de pó ABC é eficaz no combate ao fogo que se propaga por materiais sólidos e é capaz de eliminar chamas causadas por líquidos inflamáveis e equipamentos elétricos.
Mais seguro, o produto tem prazo de cinco anos e não pode ser reabastecido. Passado o prazo de validade, é necessário descartar o equipamento e adquirir um novo.
Uso facultativo
Em automóveis, utilitários, camionetas, caminhonetes e triciclos de cabine fechada o uso de extintor não é mais obrigatório no Brasil, desde o último dia 18 de setembro, quando foi publicada a resolução 556 do Contran.
Embora o uso seja facultativo, os proprietários de automóveis, utilitários, camionetas, caminhonetes e triciclos de cabine fechada que optarem pela utilização do extintor de incêndio deverão usar obrigatoriamente o do tipo ABC.

Fonte: NTC&Logística

Setor de Transportes Deve Absorver Custo do Frete

Com receio de provocar um aquecimento ainda maior no mercado, os reajustes promovidos pela Petrobras de 6% no preço da gasolina e  4%  no valor do diesel nas refinarias deverão  ser absorvidos pelas empresas de Transporte  de Cargas e Logísticas no Estado do Ceará(Setcarce), Espedito Róseo Júnior.

“As Empresas todas estão renegociando os valores dos contratos para diminuir o valor do frete das transportadoras. Esse aumento de custo tenderá a ser absorvido”,defende.

Essa não é a primeira vez neste ano é a primeira vez neste ano que as empresas do segmento seguram repasses aos que contratam seus serviços com receio de diminuição na demanda. Segundo Róseo, há uma defasagem nos preços finais de fretes de 10,14%, acumulada nos últimos meses.

Ele também afirma que atualmente há transportadoras no Ceará que estão com até 75% de sua frota paralisada por conta da baixa demanda. ” O setor ele reflete e  economia. Se a industria não fabrica, não entrega, então o transporte para a mesma velocidade”,defende.

Apesar das dificuldades, são esperadas melhoras no setor com aproximação do encerramento  de 2015. “Todo fim de ano há certa melhora. ( Esse Período)  Comparando com o ano passado deve haver queda, mas comparando com o cenário atual deve ter crescimento”, prevê.

Impacto de 1,27%

O Departamento de Custos Operacionais, Estudos Técnicos e Econômicos (Decope) da NTC & Logística – entidade que representa os empresários do transporte de cargas nacionalmente – divulgou ontem, um estudo sobre o aumento do diesel no custo do frete. Os 4% anunciados pela Petrobras podem ter um impacto de até 1,27% no valor do custo final do transporte rodoviário de carga, apesar da tendência  de que isso não seja repassado aos contratantes do serviço. O cálculo da NTC & Logística considerou apenas o custo operacional do caminhão, não despesas administrativas. Ou seja foi levado em conta o custo da transferência da carga lotação (completa) em um caminhão trator 4×2, tracionando semirreboque furgão de três eixos. Esse modelo de veículo mais comum em fretes de longas distâncias.

Fonte: Diário do Nordeste

 

APRESENTAÇÃO DO PLANO DE SAÚDE HAPVIDA

 

O SETCARCE apresentou esclarecimentos sobre Convênio do PLANO DE SAÚDE firmado através da Invenco Consultoria com a Operadora Hapvida, para atender a Cláusula 17ª  – Da Constituição e Custeio do Benefício do Plano de Saúde da Convenção Coletiva de Trabalho 2015/2016.

 

A reunião aconteceu no auditório do SETCARCE,  nesta quinta-feira, dia 1º de Outubro às 9h. Na oportunidade os representantes da INVENCO/HAPVIDA,  esclareceram dúvidas dos presentes.

 

DSC02098

Crise econômica afeta o setor de transporte

Informativo Economia em Foco, da CNT, alerta para perdas de receita e da capacidade de investimento

Neste ano, as empresas de transporte acumulam redução de 12,1% de receita líquida, conforme a PMS (Pesquisa Mensal de Serviços) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Conforme a CNT (Confederação Nacional do Transporte), o resultado é efeito da crise econômica sobre o setor. “O baixo desempenho da economia brasileira, a alta da inflação, a elevação da carga tributária e da taxa de juros afetaram negativamente o desempenho do setor”, diz o informativo Economia em Foco, divulgado pela entidade nesta segunda-feira (28).

“Por ser uma atividade meio e por manter conexões com os demais setores, o transporte é diretamente impactado pelo nível da atividade econômica do país. Desta forma, a redução do volume de negócios promoveu a diminuição da demanda pelos serviços de transporte e, consequentemente, do faturamento das empresas transportadoras”, destaca a CNT. Em 2014, o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro expandiu apenas 0,1%. No mesmo período, o setor de transporte e logística teve variação real positiva de apenas 0,9% na receita líquida. Já o modal rodoviário registrou queda de 0,6%. 

Litro do diesel ficou mais R$ 0,19 mais caro 

Ainda de acordo com o Economia em Foco, neste ano, o diesel – principal insumo do setor – ficou 7,4% mais caro. O índice ficou acima da inflação no país, que de janeiro a julho acumulou alta de 6,8%. 

A elevação da carga tributária é a principal explicação para o aumento do combustível. Em janeiro deste ano, o governo federal optou por elevar as alíquotas Pis/Cofins e Cide, incidentes sobre o diesel e a gasolina. Isso fez o preço do diesel crescer R$ 0,19 por litro no período. A variação foi maior que a esperada pelo governo federal no início do ano, que era de R$ 0,15. 

Outros fatores

Segundo o Economia em Foco, outros fatores que impactam sobre o setor são a reoneração da folha de pagamento e a alta de 2 pontos percentuais da taxa básica de juros, a Selic, que impactam nas projeções de investimentos das empresas.

A CNT alerta que “a soma desses fatores poderá inviabilizar a manutenção dos empregos ao elevar ainda mais o custo das empresas. As consequências disso serão mais graves em âmbito nacional, pois, essencial a todas as cadeias produtivas, o transporte é um componente importante na composição do preço de todos os bens e serviços consumidos no Brasil”. 

Para ler a íntegra do informativo, clique aqui.

Natália Pianegonda

Agência CNT de Notícias

 

Três dos trechos mais perigosos das BRs estão na RMF

Ceará ocupa a 2ª posição em número de trechos mais críticos das rodovias federais. Início da BR-116 é o que tem o maior número de mortos do Brasil.

Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) tem três dos 20 trechos de rodovias federais (BRs) classificados como os mais críticos do País em 2014. Deles, os dez quilômetros iniciais da BR-116, em Fortaleza, concentraram o maior número de mortes: 15. Empatado com Santa Catarina, o Ceará está atrás apenas de Espírito Santo em número de segmentos de rodovias mais perigosos.

Os dados foram disponibilizados ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base nos dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O relatório calcula, ainda, que o custo dos acidentes nas BRs foi de R$ 12,3 bilhões em todo o Brasil no ano passado.

 

No Ceará aconteceram 3.788 acidentes em BRs em 2014 – 2,2% do total do País no mesmo período. Foram 291 mortes no Estado, o que representa 3,5% do total brasileiro. O estudo faz a estimativa de que o custo dos acidentes em estradas estaduais e municipais, em 2014, pode ter alcançado R$ 30,5 bilhões. Na somatória, ultrapassa R$ 40 bilhões o custo anual com acidentes de trânsito em todas as rodovias brasileiras.

 

Os três trechos mais críticos do Ceará, cada um com extensão de dez quilômetros, tiveram 1.152 acidentes registrados em 2014 e 26 mortes. Entre os quilômetros zero e dez da BR-222, em Caucaia, foram 333 acidentes (102 graves) e 11 mortos. Outro trecho da mesma BR, em Fortaleza, registrou 220 acidentes (46 graves), mas nenhuma morte. No trecho entre os quilômetros zero e dez da BR-116 foram 599 acidentes (48 graves) e 15 mortes. De acordo com Alexsandro Batista, chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, o alto índice de acidentes nesses trechos se dá pela coincidência com o perímetro urbano.

 

“Esses números representam a necessidade de se mudar a cultura do trânsito”, ressalta o policial. Segundo ele, as causas das mortes que o estudo aponta (falta de atenção, velocidade incompatível, ultrapassagem indevida, ingestão de álcool e desobediência à sinalização) reforçam a necessidade de serem combatidas as condutas ilegais e imprudentes. “Só vamos conseguir mudar quando os condutores perceberem que eles fazem a maior diferença. A fiscalização influencia, mas a conscientização dos motoristas é mais importante”, lembra Batista. (Igor Cavalcante e Mariana Freire)

Fonte: O Povo